Events

Visita ao Parque da Pena – Instrução de Escudeiros

Posted on Updated on

Sintra01

Realizou-se no dia 22 de Junho uma visita ao Palácio e Parque Florestal da Pena em Sintra, organizada pela Comendadoria de Sintra do Priorado Ibérico da Osmthu, com o intuito de proceder à Instrução de Noviços.

O tema do dia foi a Demanda do Santo Graal. O local não podia ser o mais apropriado. De facto, sobre o Palácio da Pena disse Richard Strauss no dia em que o conheceu: “Hoje é o dia mais feliz da minha vida. Conheço a Itália, a Sicília, a Grécia e o Egipto, e nunca vi nada que valha a Pena. É a coisa mais bela que tenho visto. Este é o verdadeiro jardim de Klingsor e lá no alto, está o Castelo do Santo Graal”.

A chuva ameaçou o dia, mas o sol abriu as nuvens sobre a hora de início da visita. Durante cerca de duas horas o numeroso grupo recordou a lenda de Parzival na versão de Wolfran von Eschenbach. Foram destacados os elementos simbólicos centrais à Demanda e, de ponto de observação privilegiado, não houve nenhuma dificuldade para os Escudeiros identificarem na paisagem circundante os locais onde D. Fernando II, monarca criador da fantasia romântica que é a Pena e os seus jardins, colocou em destaque alguns deles. As obras de restauro a que o edifício está a ser sujeito impediram que alguns elementos arquitectónicos fossem analisados, mas a visita à Capela de Nossa Senhora da Pena e o estudo, particularmente, dos seus vitrais e altar, teve as suas recompensas.

Sintra02

Visto o Palácio em si, por dentro e por fora, foi então ocasião de iniciar a exploração dos jardins. O grupo foi em caminhada conduzido ao ponto mais alto da Serra de Sintra, a Cruz Alta a 529m, de altura, com uma vista magnífica sobre o Palácio e sobre o estuário do rio Tejo e o mar à direita, abertura atlântica de onde partiram e onde chegaram as Caravelas de Vasco da Gama.

Regressados à Erma Floresta, Caveliros, Damas e Escudeiros (e convidados) reuniram-se ao redor da Távola Redonda e recordaram a lenda que conta como Parsifal conheceu a Cavalaria e de como ficou espantado com ela. Ao ver os escudos, armaduras reluzentes, lanças, espadas e capas ao vento só se lembrou de perguntar ao Cavaleiro que lhe apareceu na floresta: “Sois Deus?” e quando este disse que não “Sois um anjo”?

Sintra03

O tempo se fez curto para tanta matéria e os Escudeiros foram conduzidos numa missão de recolha de informação ao Templo das Colunas, ali perto. Nada lhes foi dito sobre o dito Templo, a não ser que o deviam submeter a rigorosa observação e procurar dele extrair os elementos que lhes chamassem a atenção. Reunido o grupo mais uma vez em redor da Távola revelou-se que as múltiplas intuições estavam alerta. Vários tinham levado as suas máquinas fotográficas e lá recolhiam o testemunho da sua atenta observação. De facto, de todos os elementos simbólicos chave, mais de 2/3 estavam nas mãos do grupo e as reflexões que, em conjunto, tiveram a oportunidade de fazer, na sua vasta maioria se aproximaram muito de resultados excepcionais.

Daquele lugar mágico, o grupo dirigiu-se ainda mais para o fundo da floresta, abandonado o caminho fácil e pavimentado recomendado a turistas. Depois de passarem por covas e grutas onde alguns monges de S. Jerónimo (SJ) tinham o hábito de se recolher por certas temporadas, descobriram entre improváveis giestas os rastos de velhas escadarias que, entre duas estreitas e elevadas fragas, os levaram à contemplação da Palácio desde o Trono, aglomerado lítico de importância central. Foi o descanso do peregrino, antes de se voltar a embrenhar nas trevas da floresta.

Sintra04

Em busca da fresca água da Serra o grupo pôde ver o modo intencional e muito sábio como as correntes aquíferas e o jogo entre minas e lagos decorativos, captavam a essência mais subtil da vida na Serra e como, pelos seus vales, tudo faziam florir e frutificar, serpenteando pelas fragas, alimentando de frescura e luz os vales profundos. Ao fundo, os cisnes brancos evocavam os Cavaleiros da Távola Redonda e os lagos onde Amfortas, o Rei Pescador, se banhava e onde curava as suas feridas.

O grupo retirou-se do Parque já muito para lá da hora prevista (os portões já estavam fechados e foi necessário pedir que a segurança viesse abrir as portas para sair do Parque!), cansado, mas feliz com a oportunidade e com a cabeça a colocar-se questões sobre a Cavalaria viva e actuante nos tempos modernos como possivelmente não se teria colocado antes.

Em nome de todos os Cavaleiros e Damas da Ordem, devemos enaltecer as qualidades demosntradas ao longo da peregrinação do dia pelos Escudeiros presentes. Boas coisas se esperam deles. As instruções irão prosseguir em Julho, com uma visita ao Convento dos Capuchos em Sintra, sob a temática da Via Monástica.

Sintra05

Alguns links para conhecer a Pena:

Visita Virtual no Google

Vista 360º

Blog com boas fotos

Página oficial do Palácio

 

New Squires, Knights and Dames in the Iberian Priory

Posted on

2014_06_02_600

Once again the Pentecost was the magical occasion for the reception of new members in the Iberian Priory, this time in a beautiful ceremony conducted by the Commandry of Sintra in a secluded place in the middle of the Alentejo plains.

The ceremonies took two days. In the first day the new Squires were given their last instructions before committing themselves to the Order. It spoke of service, of the role the Squire had in the old Chivalric Orders and how it translates symbolically to today.

After each of the Squires was admitted to the service of the Order, the ceremonies were halted so that the chapel could be re-arranged in order to start the Pentecost Vigil, during which two Squires that had been admitted last year became a new Knight and Dame of the Order.

2014_06_03_600

Guarding the Tower during the Pentecost Vigil

The Vigil took place, as it is traditional, throughout the course of the night. The two Squires were supplied with sacred texts and doctrinal comments for their meditation, including a section of the “Book of the Order of Chivalry” by Ramon Llull.

As morning broke, the Commandry proceeded with the arming ceremonies, which were drawn to a close early in the morning of Sunday with a light breakfast in the woods.

The Priori of Iberia wishes to congratulate the new Knight, Rui Bento, KTJ and Dame Ana Brum, DTJ. We hope they will find a meaningful pathway for their spiritual quests in this new stage of their lives. The Priory also wishes to congratulate the new Squires, hoping that they can now see Chivalry as a living force, instead of dead letters in the pages of a dusty old book.

2014_06_01_600

Part of the liturgical team (Commandry of Sintra, Prioratys Ibericus, Osmthu)

New Visit to the Convent of Christ in Tomar

Posted on Updated on

This last Saturday, the 13th of March, a group of contributors and readers of the http://forum.thomar.org (in Portuguese), visited the Convent of Christ for its 11th meeting.

This was a very special one. I have been a part of this group since its early inception (I think I met them at their 2nd or 3rd meeting) and it used to be just a small number of enthusiast – no more than 8 – all discussing Templar history, the city of Tomar and its monuments and the Castle overlooking every one of these meetings. We shared books and copies of rare documents, we analyzed pictures and commented on new thesis about both the Templar Order and the Order of Christ. We had the ambition of growing in number and being able to share with more people our passion. Well, pretty much we have succeeded.

This time Rui, the main guy in a loose group without leaders or subordinates, had the idea of visiting the Convent after dark, having dinner inside, invite a few people who could talk about the Church of Santa Maria dos Olivais, see the result of a recent radar study about its floor and what lies underneath and thus commemorating the 850 years of the foundation of the Templar castle, almost to the date. In fact, the “stellar date” – so to say – is accurate, since with the precession of the equinoxes, the night sky at midnight presents the same configuration as it did that night of the 1st of March of 1160, when Master Gualdim Pais laid the first stone to the Charola Temple.

Rui arranged for a great and entertaining evening. We were guided along the dark corridors by actors playing different roles (an architect, a knight, even Gualdim Pais, the Master, who staged a short ceremony where he invested 4 children in the audience as Knights in a very funny and moving moment).

All in all a great evening spent within the walls of one of the most mysterious and most interesting Templar monuments in the world. I sure won’t miss the next meeting of this bunch!

MORADAS FILOSOFAIS – Princípios e Métodos da Arte Real

Posted on Updated on

palacio-quinta-da-regaleira

A Fundação Cultursintra promove, a partir de 24 de Outubro, um ciclo cultural sobre a temática das Moradas Filosofais, propondo-se assim dar maior visibilidade a uma matéria que, em Portugal, permanece ainda arredada do main-stream cultural.

O Colóquio Internacional decorrerá a 24 e 25 de Outubro, contando com a presença de especialistas das diferentes disciplinas envolvidas, como a Arquitectura, a Arte do Jardim, a Pintura, a Música, a Literatura, a Filosofia, a Emblemática e a Heráldica, bem como de amantes incondicionais da Arte, que dedicam as suas vidas ao estudo e divulgação das mais notáveis mansões e jardins europeus, regidos por Hermes.

No âmbito deste ciclo, realizar-se-ão, em fins-de-semana posteriores ao colóquio, visitas guiadas a alguns exemplos notáveis de arquitectura em território luso, cujos projecto, construção e/ou decoração foram animados por um sentido hermético.

24 DE OUTUBRO (SÁBADO)
10h00 Inscrições * | Visita guiada à Quinta da Regaleira
12h30 Inauguração do “Laboratório Alquímico” no Palácio da Regaleira
13h00 Almoço
14h30 Abertura do Colóquio Internacional
14h40 1ª SESSÃO
Richard Khaitzine “Les Demeures philosophales dans l’art religieux”
António de Macedo “Mansões Herméticas e Geometria Sagrada – do Tabernáculo
no deserto ao “Número” da Ordem de Cristo”
15h40 Debate | 16h00 Intervalo
16h30 2ª SESSÃO
Rémi Boyer “Initiation au Jardin et Initiation dans la Cité”
Manuel J. Gandra “Emblemática nas Mansões Filosofais – I”
17h30 Intervalo | 17h45 2ª SESSÃO (cont.)
Ferdinando Rizzardo “La Case dell’ Alchimista a Valdenogher”
João Luis Susano “Quinta da Regaleira – Presença de Baphomet”
18h30 Debate
19h00 Encerramento

* Condições de acesso Colóquio: € 50 | Estudantes € 30
Participação apenas num dia: € 30 | Estudantes € 20

25 DE OUTUBRO (DOMINGO)
10h30 1ª SESSÃO
Richard Khaitzine “Le domaine de Bagatelle, une Demeure Philosophale de l’architecture civile”
Manuel J. Gandra “Emblemática nas Mansões Filosofais – II”
11h30 Coffee-break
12h00 2ª SESSÃO
François Chesneau “Une demeure philosophale au cœur de la France: l’Hôtel Lallemant de Bourges”
12h30 Debate | 13h00 Almoço
14h30 3ª SESSÃO
Visionamento do documentário sobre Maurice Baskine, pintor alquimista
Paul Sanda “Os surrealistas de Cordes sur Ciel”
Paulo Brandão “Skryabin e o Acorde Místico”
16h15 Debate | 16h30 Intervalo
17h00 4ª SESSÃO
Ferdinando Rizzardo “Ermetismo a Venezia e Libreria Marciana”
João Cruz Alves “Lima de Freitas e a Topologia do Imaginal”
18h15 Debate | 18h30 Conclusões e encerramento do Colóquio
19h00 Jantar de convívio no Palácio da Regaleira
(Participação no jantar sujeita a inscrição prévia – € 25)

Representación de la caída del castillo templario en Monzón

Posted on Updated on

agenda

Los días 2, 3 y 4 de octubre se pondrá en escena Legendaria VI, templarios, la caída que es un evento que recreará la resistencia y rendición de la última fortaleza templaria de Monzón, mediante un proyecto turístico-educativo diseñado para enseñar la historia por medio del juego, la interpretación, la formación en valores y el aprendizaje.

El acto comienza el día 2 de octubre con la recepción de participantes en el pabellón Joaquín Saludas y la presentación de la actividad.

El sábado un pasacalles desde la plaza Mayor hasta el Castillo, teatro interactivo y conferencia en el Auditorio San Francisco “La Caída de los Templarios”. El domingo teatro interactivo y entrega de trofeos.

Lo organizan la Asociación Legendaria Simulación, Héroes del Destino, Patronato de Cultura, Comarca del Cinca Medio y Trotamundos.

Knight class to reveal secrets

Posted on Updated on

templar2a

The history of the enigmatic order of the Knights Templar is to be discussed during a special course in Lincolnshire.

The Heritage Trust of Lincolnshire is holding a day school in Heckington to look at the Knights’ illusive past next month.

Founded in 1118, they were originally an order of soldier-monks who defended Christian pilgrims travelling to Jerusalem. But on Friday, October 13, 1307 coded letters were sent across Europe ordering the arrest of all Knights Templar.

They were arrested, tortured and charged with offences ranging from heresy and devil worship to sodomy and murder.

Penny Ward, heritage officer at Heritage Lincolnshire, said the county has a very strong history with the Knights.

“With so much interest in the Templars, this promises to give a fascinating insight into the subject of the military orders during the medieval period,” she said.

“The Knights Templar in particular held extensive properties and exerted considerable influence in the Kesteven part of the county until they fell from favour in the early 1300s and were dissolved.

“The Knights Templar preceptory at Temple Bruer is one of the country’s most important and best preserved sites and is soon to have new display boards designed.”

Tickets for the event cost £25 per person. It will be held on September 19 at the Old School in Heckington with local expert Neil Parker.